Como a gelatina pode combater a flacidez?


gelatina combate a flacidez

Você acha que a gelatina combate a flacidez

Muitas pessoas pensam que comer gelatina estimula a produção de colágeno, e eu acredito que, se você chegou a este artigo é porque, ou consome a gelatina com a intenção de manter a pele firme, ou está em processo de emagrecimento e está pensando em consumir a gelatina para evitar a flacidez. 



Existem muitas informações controversas sobre esse assunto: alguns estudos defendem a gelatina no combate ou prevenção da flacidez, e outros provam que é mentira.


Para ajudar a esclarecer essa dúvida, eu decidi escrever este artigo, explicando o que a gelatina pode realmente fazer pelo seu organismo (e também o que ela não pode).



Do que é feita a gelatina? 


A gelatina é colágeno: uma proteína presente no corpo animal, com função de fornecer firmeza e elasticidade às estruturas corporais. Está presente na pele, nos cabelos, nos músculos, nos nervos e nas articulações. E a gelatina que consumimos é extraída dessas partes da carne bovina.


Qual a composição das proteínas?


A proteína é formada por pequenos blocos chamados aminoácidos. Para entender melhor, imagine as peças de um jogo de dominó: cada uma tem características próprias, que juntas formam uma sequência única. Então, a proteína é uma sequência de aminoácidos.   


estrutura primária das proteínas
A estrutura mais simples de uma proteína parece um jogo de dominó.


Na verdade não é tão simples assim: este jogo de dominó é o que chamamos de estrutura primária da proteína, e essa fita vai se enrolando, através de ligações químicas, para formar as estruturas corporais.

Mas para entender como a gelatina é utilizada dentro do nosso corpo, não precisamos nos aprofundar tanto, o importante é sabermos que as proteínas são “feitas” de aminoácidos.


Como acontece a digestão e o metabolismo da proteína?


O sistema digestivo “quebra” as ligações entre os aminoácidos das proteínas, e o nosso organismo utiliza esses aminoácidos para construir as proteínas que ele estiver precisando naquele momento.

Como o nosso corpo está em constante renovação, as células mais velhas morrem e são feitas outras células novas que ficarão no seu lugar. 

E para construir estas novas células, são utilizados os nutrientes: a proteína, os carboidratos, as gorduras e alguns “ajudantes” como os minerais e as vitaminas.


Como a gelatina é utilizada dentro do nosso corpo?


Você já deve ter percebido que aqui no Blog Aprender Saúde, eu sempre gosto de colocar nos meus artigos uma parte mais teórica, mas eu acredito que agora ficou mais fácil para entender o que acontece com a gelatina em nosso corpo depois que ela passa pelo processo de digestão.

Agora sabemos que o colágeno, assim como toda proteína, é quebrado em aminoácidos durante a digestão. Então como podemos ter a certeza de que esses aminoácidos que foram extraídos do colágeno serão utilizados para construir novamente o colágeno em nosso corpo? 

Pode ser difícil de acreditar, já que está tão gravado em nossa mente que a gelatina deixa a pele “durinha”, mas não dá pra garantir que esse será o resultado, já que os aminoácidos do colágeno serão utilizados para construir qualquer proteína que for necessária naquele momento para a renovação das células do nosso corpo.


Porque você deve comer gelatina então?


Aí já imagino você me perguntando: “Mas Beatriz, se nem sempre o colágeno que ingerimos se ‘transforma’ em colágeno dentro do nosso corpo, por qual motivo devemos comer gelatina?”

Na verdade, comer gelatina é tão importante quanto comer carne. Ela é uma importante fonte de proteínas, e contém aminoácidos essenciais, que são utilizados para construir as proteínas do nosso corpo. E como o nosso corpo está o tempo todo renovando as suas células e tecidos, uma parte do colágeno que ingerimos será utilizado para construir o nosso colágeno. 


Mas é possível estimular a produção de colágeno? 


Você pode fazer algumas coisas para estimular, naturalmente, a produção de colágeno pelo seu corpo.


1° - ingerir uma quantidade adequada de proteínas:


O excesso nunca é bom. Se você gosta de gelatina, continue consumindo como uma das fontes de proteína da sua alimentação.

Mas lembre-se que existem várias fontes de proteína que podem se transformar em colágeno no seu corpo, e é importante consumir todas.

Se você tem dúvidas sobre como se alimentar bem, combinando todos os grupos alimentares, participe da minha Lista VIP de Alimentação Estratégica, e receba dicas comprovadas pela Ciência para emagrecer ou manter o peso com saúde. A inscrição é gratuita.


2° - manter a variedade em sua alimentação: 


Não basta comer apenas proteínas, suas refeições devem conter todos os nutrientes, como os carboidratos complexos e as gorduras, além dos micronutrientes que auxiliam na produção do colágeno, como por exemplo: 

- as vitaminas do complexo B, 
- alimentos de cor verde-escura que contém ácido fólico, 
- antioxidantes como a vitamina C, 
- aveia e leguminosas que contém silício.


E os cremes com colágeno funcionam?


Agora que você já entendeu que o colágeno ingerido não se transforma, necessariamente, em colágeno no nosso corpo, eu quero lhe deixar mais uma questão: os cremes com colágeno são muito consumidos com a intenção de firmar a pele e em tratamentos para flacidez. 

Qual a sua opinião a respeito, depois de ler este artigo? Será que eles estimulam a produção de colágeno no local em que são aplicados? 

Eu vou deixar essa reflexão para você, enquanto preparo um artigo a respeito desse assunto.

Espero que eu tenha lhe ajudado a entender um pouco melhor sobre alimentação saudável, e se você tiver alguma dúvida, estou à disposição. Pode deixar sua mensagem aqui nos comentários, ou entrar em contato comigo pessoalmente.


Gostou deste artigo? Que tal compartilhar com os seus amigos? Talvez eles estejam precisando desta informação ...